Presidente do CONASS Leonardo Vilela critica novo corte de recursos do SUS

O Presidente do CONASS e secretário de saúde de Goiás Leonardo Vilela, criticou o anúncio de novos cortes em recursos do SUS e de outros setores como forma de compensar o subsídio ao diesel. “É lamentável. O governo federal sai cada vez mais do financiamento da saúde pública do Brasil e reduz sua participação em relação a Estados e municípios. Isso vai piorar ainda mais as condições de saúde”, disse o secretário de Estado da Saúde de Goiás e atual presidente do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (Conass).

O assunto e o comentário do secretário teve repercussão nacional e foi veiculado em jornais de abrangência nacional. Ao todo, foram cortados R$ 179 milhões em recursos do orçamento da saúde, a maioria destinados para as chamadas “ações de fortalecimento do SUS”, área que visa melhoria da estrutura e qualidade dos serviços de saúde.

Entre as ações e programas alvos da redução de recursos, estão o apoio à manutenção de unidades de saúde, melhoria da formação de profissionais e médicos e verbas destinadas a atividades ligadas ao apoio e manutenção de programas consolidados, como o Mais Médicos e Rede Cegonha, voltada ao atendimento a gestantes.

Representantes de várias entidades na área da saúde criticaram a medida, como da Associação Brasileira de Saúde Coletiva e da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Fonte: SES/GO

Responda

Your email address will not be published.