Saúde lança Programa Famílias Fortes contra álcool e drogas

[Brasília] – Com a proposta de resgatar o vínculo familiar e enfrentar o uso de álcool e outras drogas, foi lançado o Programa Famílias Fortes (PFF) na Região de Saúde Centro-Sul, nesta quinta-feira (28). A iniciativa começará pela Estrutural, QE 38 do Guará II e Riacho Fundo 2, mas o objetivo é de ampliar esse tipo de atendimento para todas as regiões do DF.

As ações resultam de uma parceria entre as secretarias de Saúde, de Educação, da Criança e do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos.

O PFF foi elaborado a partir de uma estratégia adotada pelo Ministério da Saúde e desenvolvida pela Oxford Brookers University, com base em estudos produzidos nos Estados Unidos.

FAMÍLIAS – “Temos eixos muito importantes, baseados em relações familiares estruturadas, e o desenvolvimento de habilidades cognitivas e emocionais. A Organização Mundial da Saúde defende o pleno bem-estar físico, mental e espiritual”, ressaltou a superintendente da Região de Saúde Centro Sul, Moema Campos.

A diretora de Saúde Mental, Giselle de Fátima da Silva, reforçou que o objetivo é fortalecer as famílias, a partir da perspectiva do amor e da imposição de limites.  “Vejo, no programa, a oportunidade de reforçar a cidadania, preparando as gerações atuais para o futuro”, disse.

MEDIDAS – As ações consistem na realização de encontros com as famílias, principalmente quando estão envolvidos jovens de 10 a 14 anos.

De acordo com a diretora de Saúde Mental, espera-se, com isso, a melhoria na organização e comunicação com a família, e o desenvolvimento de habilidades sociais dos meninos e meninas e seus parentes.

Como resultado, as ações visam a melhoria do ambiente familiar, consolidando o vínculo entre os jovens e os pais ou responsáveis.

“Nós esperamos a redução do uso indevido de drogas, a diminuição dos comportamentos antissociais nos jovens, a melhoria do desempenho acadêmico, bem como a redução dos maus tratos infantis”, declarou a articuladora distrital do PFF, Vanessa Soublin.

CAMINHOS – Segundo ela, as famílias serão convidadas para sete encontros, um a cada semana, para lidarem com os seguintes temas: amor e limites; as regras da nossa casa; incentivo às boas atitudes; como ajudar e ser ajudado; como lidar com a pressão de amigos; formas de fortalecer a comunicação familiar, entre outros pontos.

Agora, a Secretaria de Saúde fará a capacitação de facilitadores da atenção primária e de diversas entidades, como conselhos tutelares e escolas, para, a partir de setembro, iniciar os encontros familiares.

Por Ailane Silva, da Agência Brasília

Responda

Your email address will not be published.