Workshop busca evolução das linhas de cuidado de doenças negligenciadas no Piauí

[Teresina] – Na manhã desta quarta-feira (29) tiveram início as atividades do Workshop sobre Linhas de Cuidados das doenças negligenciadas. O evento acontece no auditório do Hotel Cabana e busca juntamente com pesquisadores de todo o país evoluir e desenvolver as linhas de cuidados para Tuberculose, Leishmaniose, Hanseníase e Doença de Chagas dentro do Piauí. Após a apresentação da realidade das doenças em território piauiense, foram realizados grupos de trabalho e discussões sobre como melhorar os cuidados com s população em relação a essas doenças.

Linhas de cuidado se referem a organização do serviço de atendimento a população, definindo o fluxo a partir do menor município até o serviço de alta complexidade, garantindo assim um trabalho eficaz e de qualidade no atendimento a população. Inácio Lima, membro do grupo de enfrentamento as doenças negligenciadas e um dos organizadores do evento fala que além das atividades voltadas para melhorar as linhas de cuidado será necessário um trabalho integrado entre todas as áreas do sistema de saúde.

“Essa é uma parceria com o Banco Mundial onde foram definidos  o aprimoramento de duas linhas de cuidados já existentes, Tuberculose e Hanseníase, e a construção das linhas para as outras doenças trabalhadas aqui. Hoje aqui, trazemos as propostas destas linhas de cuidados, e contamos com a ajuda de pessoas que são referências nos estudos sobre essas doenças, para melhorar essas propostas antes de coloca-las em funcionamento”, disse Inácio Lima.

O Presidente da Sociedade Brasileira de Hansenologia, Claudio Salgado, participou do evento e fala que é uma oportunidade única para desenvolver melhor as linhas de cuidado para doenças negligenciadas. “Eventos como este são interessantes pois mostram a importância que se deve dar as doenças negligenciadas. Muitas pessoas que sofrem com essas doenças não tem acesso ao sistema de saúde ou muitas vezes só conseguem realizar um primeiro atendimento, com um serviço muito básico que por vezes não consegue realizar um diagnóstico preciso da pessoa. Com a linha de cuidado teremos uma organização desse fluxo, além de levar conhecimento aos trabalhadores da atenção básica e saúde da família que permitam ter um melhor atendimento e acompanhamento da população”, destaca Claudio Salgado.

Herlon Guimarães, superintendente de atenção integral a saúde e municípios fala que o evento trará ganhos para o estado do Piauí que ajudarão a reduzir os indicadores das doenças negligenciadas no território do estado. “Com as linhas de cuidados geradas aqui nós temos a expectativa do aumento de diagnósticos, melhora no atendimento a população, melhoria no acompanhamento do paciente durante seu tratamento e um retorno mais seguro do paciente para a sua família, são propostas que vão trazer melhorias para a saúde pública no Piauí”, destaca o superintendente.

Ascom 

Responda

Your email address will not be published.