Hospital Psiquiátrico Areolino de Abreu ganhará reforma

[Teresina] – Após analise do fluxo de atendimento do Hospital Areolino de Abreu, o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, esteve visitando o Hospital Psiquiátrico e anunciou para o diretor da unidade, o médico psiquiatra Ralph Webster Cavalcante Trajano, diretor do hospital, uma reforma no hospital.

“O Areolino de Abreu é um hospital de referência para toda rede do estado do Piauí em psiquiatria e desde o início do ano, estive realizando visitas na unidade de saúde e observando todas as necessidades que agora serão sanadas. Estamos autorizando que o hospital elabore um projeto de reforma, oferecendo assim, uma estrutura mais adequada para pacientes e servidores”, explica Florentino Neto.

O secretario também anunciou a habilitação de novos leites de assistência psiquiátrica, nos hospitais gerais. “Iremos implantar prioritariamente no Hospital da Policia Militar (HPM) e Hospital Getúlio Vargas (HGV). Também serão utilizados recursos para dotar os dois hospitais de equipamentos necessários à assistência psiquiátrica. Esses leitos já temos na Maternidade Dona Evangelina Rosa e, agora, iremos expandir para outros hospitais”, destaca Florentino.

O médico psiquiatra Ralph Webster, comemora a novidade. “Sempre ficamos felizes quando encontramos sensibilidade para com a saúde mental, que talvez seja a parte mais esquecida. Diante destas decisões, ficamos muito felizes, pois estamos vendo a intenção de ajudar a melhorar esse serviço”, afirma.

Ralph Webster fala ainda que o hospital psiquiátrico Areolino de Abreu é a grande salvaguarda do meio norte do Brasil, onde se atende pacientes de vários estados, como por exemplo, do Maranhão e Ceará. “Todas as demandas vem para cá, são 160 vagas que temos para internação. E realizamos um trabalho especializado para que o paciente possa vir a melhorar e voltar para o acolhimento de seus familiares de forma mais lúcida. Esta reforma trará um avanço extraordinário, pois estaremos reformando um prédio de mais de 50 anos, melhorando todas as instalações que já contam com mais de meio século de utilização”, comemora.

O médico explica ainda que a reforma será um salto em qualidade para o atendimento e o cuidado ao paciente. “Atualmente temos 160 pacientes internados, na urgência atendemos em média 30 pacientes por dia e no ambulatório chega a ser 60 pacientes diariamente, também temos os grupos com as famílias, onde realizamos atendimentos sociais. Além de sermos referência no manicômio judiciário no Piauí, onde ajudamos a fazer justiça com os pacientes psiquiátricos em conflito com a lei”, destaca Ralph.

O médico finaliza falando dos ganhos em relação à implantação de leitos de Raps (Rede de Atenção Psicossocial) no Hospital da Policia Militar (HPM) e Hospital Getúlio Vargas (HGV). “Esse é um sonho desde a implantação da reforma psiquiátrica no Brasil, pois é uma injustiça que o paciente de doença psiquiátrica tenha que ser isolado, pois ele é um paciente que também pode ter outras doenças, como uma febre, gripe, entre outras, e precisa ser atendido em hospitais gerais”, conclui.

Por: Elis Pegado

Responda

Your email address will not be published.