Farmácia do Povo passa a contar com Manual do Usuário

[Teresina] – Diariamente, os profissionais do Serviço Social da Farmácia do Povo recebem pacientes ou seus representantes com diversas dúvidas, como atendimento, que documentações são necessárias para receber medicamentos, como iniciar o processo, entre outras. As indagações mais recorrentes foram compiladas, dando origem ao Manual do Usuário – uma amostra dos direitos, deveres e serviços ofertados pela Farmácia.

De acordo com a diretora geral, Wanda Avelino, “o Manual é fruto de um trabalho experimental de uma aluna de Serviço Social, que faz um estágio obrigatório na Farmácia, baseado no usuário. Ação que mostram, além dos direitos e deveres, os serviços que ofertamos. Trabalho que valorizamos tantos dos estagiários e colaboradores”.

Nesta terça, 12, os usuários que aguardavam atendimento conheceram o trabalho desenvolvido pelos profissionais e da estudante de Serviço Social, Karollayne Lustosa. Segundo ela, “o Manual fala dos direitos e deveres dos usuários; que eles têm que respeitar os profissionais que estão atendendo a eles e ser respeitados”.

Um dos direitos destacados é que toda e qualquer informação ou dado do paciente é mantido em sigilo e que, ao adentrar na unidade, o usuário deve receber as orientações pertinentes sobre “os serviços ofertados e procedimentos para efetuação do cadastrado no programa”, orienta o Manual.

Já nos deveres, cabe aos usuários “entregar documentação completa e em tempo hábil para efetuação do cadastro; observar cuidadosamente todos os campos do Termo de Esclarecimento, LME e Receita, além de comparecer à Farmácia na data constante no recibo de agendamento, com documento de identificação do paciente/responsável”

“O manual foi estruturado de acordo com os relatos dos usuários, as dificuldades deles, com informações necessárias para o dia a dia dos usuários”, explica a assistente social Raimunda Soares, supervisora do estágio. Além do Manual, a assistente social explanou que também há uma caixa de sugestões, mais um canal de comunicação com os usuários.

Por: Graciene Nazareno, Sesapi

Responda

Your email address will not be published.