Sobre o combate à leishmaniose em Pedro II, a Prefeitura esclarece que:

1 – Todas as ações de combate à doença realizadas no município seguem as normas técnicas estabelecidas pelo Ministério da Saúde, que proíbe tratamentos alternativos, cuja eficácia não é comprovada;

2 – Em casos suspeitos de leishmaniose visceral, popularmente conhecida por “calazar”, os animais são submetidos a exames comprobatórios da doença. Nas situações em que o resultado é positivo, os tutores dos animais são orientados, pelos agentes de Endemias da cidade, sobre os riscos e procedimentos a serem seguidos;

3 – O recolhimento dos animais é feito somente após a autorização dos donos;

4 – A melhor maneira de evitar a contaminação dos animais, segundo o Ministério da Saúde, é limpando, com frequência, quintais e demais locais em que os cães são mantidos, a fim de se evitar a proliferação do mosquito transmissor.

 

Prefeitura Municipal de Pedro II

Responda

Your email address will not be published.