Quase meio milhão de casos de dengue foram notificados este ano

Em nota, a Coordenação Geral de Vigilância de Arboviroses recomenda atenção às medidas para as atividades de controle de zoonoses durante o período de emergência do Coronavírus. Orienta-se não realizar atividades no intra domicílio e a visita do ACE estará limitada apenas na área peri domiciliar (frente, lados e fundo do quintal ou terreno).

[Teresina] – Até o último dia 28, foram notificados 484.249 casos prováveis de dengue no país, de acordo com os dados do novo Boletim Epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde. A Região Centro-Oeste apresentou 553,52 casos/100 mil habitantes, em seguida as regiões Sul (537,48 casos/100 mil habitantes), Sudeste (212,35 casos/100 mil habitantes), Norte (72,92 casos/100 mil habitantes) e Nordeste (55,77 casos/100 mil habitantes). Neste cenário, destacam-se os estados do Acre, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal e Paraná

Foram confirmados 343 casos de dengue grave e 3.962 casos de dengue com sinais de alarme, desses, 454 casos permanecem em investigação. Até o momento, foram confirmados 148 óbitos por dengue. A faixa etária acima de 60 anos concentra 59,0% dos óbitos confirmados (87 óbitos) por dengue. Permanecem em investigação 205 óbitos.

Sobre os dados de chikungunya, foram notificados 13.636 casos prováveis no país. As regiões Nordeste e Sudeste apresentam as maiores taxas de incidência, 8,71 casos/100 mil habitantes e 7,72 casos/100 mil habitantes, respectivamente. O estado do Espírito Santo concentra 22,2% dos casos prováveis de chikungunya do país, a Bahia concentra 22,6% casos e o Rio de Janeiro concentra 19,0% dos casos. Com relação aos dados de zika, até 14/03, foram notificados 1.667 casos prováveis no país. A região Centro-Oeste apresentou a maior taxa de incidência (1,72 casos/100 mil habitantes).

Confira o Boletim Epidemiológico

2º Levantamento Entomológico (LIRAa e LIA) de 2020 está suspenso

A Coordenação Geral de Vigilância de Arboviroses (CGARB) divulgou nota informativa sobre a suspensão da realização do 2º Levantamento Entomológico (LIRAa e LIA) do ano de 2020.

Tendo em vista o plano de ação para medidas não farmacológicas instituído pelo Ministério Saúde  que tem por objevo reduzir o risco de transmissão do Coronavírus (COVID-19), a CGARB também emitiu uma nota que recomenda atenção às medidas a serem observadas para as atividades de controle de zoonoses, incluindo as visitas domiciliares, durante o período de vigência da emergência do Coronavírus (COVID-19). Desta forma, orienta-se não realizar atividades no intra domicílio e a visita do ACE estará limitada apenas na área peri domiciliar (frente, lados e fundo do quintal ou terreno).

Leia nota na íntegra.

Fonte: Conasems

Responda

Your email address will not be published.