“Agora, é só aguardar as orientações legais e chamar todos de volta ao trabalho. Espero que outros hospitais sigam o exemplo da MDER e testem os seus servidores”, disse o diretor-geral Francisco Macêdo. Ele ressalta que a MDER precisa e está preparada, pois, no início da crise, se adiantou na formação de um Plano Operativo Assistencial que reuniu profissionais de várias áreas e compôs um grupo operativo pra montar protocolos, fluxos e realizar o treinamentos da equipe assistencial.

Segundo o diretor-clínico da Maternidade, médico Marcos Bittencourt, estabeleceu-se uma área segura e adaptada pra receber pacientes com suspeita ou confirmação da doença. “Solicitamos à Secretaria de Estado da Saúde um contingente adicional de profissionais para prestarem o cuidado necessário”, explicou. Com a disponibilização dos testes rápidos, decidiu-se testar os profissionais de saúde que estavam afastados por sintomas gripais e que se encontravam dentro do perfil preconizado (mais de sete dias do início dos sintomas). Foram testados 242 profissionais. Destes, 16 apresentaram teste positivo pra Sars-CoV-2, foram feitas a contra-prova e todos já têm resultado negativo.

Já em relação a insumos e equipamentos, Bittencourt afirma que a MDER tem sido vigilante em evitar a escassez ou a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para todos os envolvidos.

Francisco Macêdo reforça que, até o momento, não há gestantes ou puérperas suspeitas ou confirmadas para Covid-19 na maternidade. “A MDER está 100% limpa”, confirma o diretor-geral, baseado estudos epidemiológicos realizados na unidade. “Os servidores da Casa foram e continuarão sendo treinados exaustivamente. EPIs estão disponíveis para que todos possam evitar a infecção pelo coronavírus. Essas medidas visam, primordialmente, a preservação da vida de pacientes e servidores. As áreas disponibilizadas na MDER estão em constante vigilância pelos seus coordenadores e colaboradores, que fazem um trabalho magnífico, irreparável. A diretoria da MDER, coordenadores, RTs, chefes de equipe e servidores continuarão unidos trabalhando no sentido da VIDA”, assegura.

Plano Operativo Assistencial
Como parte do Plano Operativo Assistencial, foi instalado, na parte externa da MDER, um estande com consultório e recepção para receber gestantes, orientá-las, testá-las e classificá-las quanto ao risco, além encaminhá-las para o local indicado. Uma ambulância será disponibilizada para transferência pacientes em casos necessários.

Mesmo sem casos de pacientes contaminados, a MDER já tem disponíveis dez leitos de UTI e 16 leitos de internação clínica. Além da Ala D que está disponível para receber gestantes e puérperas com casos confirmados da doença (quando houver).

A MDER vem tomando medidas enérgicas para proteger pacientes e colaboradores. Não está sendo permitida a presença de acompanhantes nos Centros Cirúrgicos (CC), Obstétrico (COS) e Sala de Recuperação pós-anestésica. As visitas a pacientes estão suspensas.

A diretoria da Casa  também orientou a ficar em casa em isolamento social os servidores que têm mais de 65 anos e aqueles acima de 60 que possuem comorbidades (associação de duas ou de várias doenças que aparecem de modo simultâneo) ou sintomas da Covid-19. Os setores administrativos estão trabalhando em escalas alternadas para evitar aglomerações.

Outras medidas:

– Os leitos do Centro de Parto Normal (CPN) serão retaguarda para casos suspeitos de parturientes com previsão de parto normal;
– A Enfermaria Ala “D” será retaguarda para puérperas;
– Pacientes de UTI Materna terão direito a um visitante por dia;
– Estão mantidos o Internato e as Residências Médica e de Enfermagem;
– Estão suspensos outros estágios obrigatórios e visitas técnicas ;
– É vedado o uso de telefones celulares nas áreas criticas (Centro Cirúrgico, Obstétrico, UTIs, UCINCo , UCINCa ) e restrito nas outras áreas ;
– Suspender temporariamente os procedimentos eletivos ambulatoriais e Hospitalares do Instituto de Perinatalogia Social do Piauí (IPS); (já retornado)
– Ficam mantidos os serviços de imunização (vacina) e a ultrassonografia

Ccom