Governo inicia estudo epidemiológico em Floriano com entrevistas e testagem rápida

[Floriano] – Equipes do Instituto Amostragem de Teresina, contratada pela Secretaria de Saúde do Piauí, já estão em Floriano realizando um inquérito epidemiológico por amostragem aleatória, que seleciona, por sorteio, residências e pessoas, para serem submetidas a entrevistas domiciliares e individuais, através de um questionário aplicado por pesquisadores previamente treinados e dotados de equipamentos de proteção individual, álcool em gel e condições de higienização, distanciamento e outros cuidados de proteção para o profissional e para a pessoa entrevistada.

Também é realizado, por um profissional de saúde de nível superior, um Teste Rápido para detecção de anticorpos anti SARS-CoV-2. Os pesquisadores estão devidamente identificados com crachá, colete e logomarca do instituto.
A pesquisa será realizada três vezes em intervalos de quinze dias. Os dados gerados pelo inquérito epidemiológico irão nortear futuras decisões de enfrentamento da COVID-19.
Além de Floriano, a pesquisa é feita em outros 14 municípios: Teresina, Parnaiba, Piripiri, Campo Maior, Oeiras, Picos, Valença, Uruçui, São Raimundo Nonato, Corrente, Coivara,  São Gonçalo, Fronteiras e Pimenteiras, com a atuação de 64 profissionais e a aplicação de 4.800 entrevistas/testes, 350 deles só em Floriano.
“O teste é rápido, feito por profissional de saúde; é como se fosse um teste de glicemia e o resultado sai em 15 minutos”, disse o diretor do Instituto Amostragem, João Batista Teles.
Foto:  Daniel Gutemberg/Divulga Buriti

Responda

Your email address will not be published.