SBD cria cartilha com orientações sobre o cuidado com a pele da pessoa idosa

[Teresina] – A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) criou uma cartilha com orientações de como cuidar da pele de pessoas idosas , uma vez que o número de pessoas nessa faixa etária tem crescido no últimos anos no Brasil.

Segundo dados divulgados recentemente pelo IBGE , com essa mudança no cenário demográfico o país conta com mais de 30 milhões de pessoas idosas – o equivalente a cerca de 15% da população brasileira.

Diante desse contexto , do conhecimento de que a pele é o maior órgão do corpo humano e de que o envelhecimento promove mudanças nas camadas da pele tornando-a mais frágil , fina e mais vulnerável a processos infecciosos , é preciso atenção especial durante essa fase da vida .

Além de ser a estrutura que nos reveste externamente, ela possui inúmeras funções essenciais para a saúde geral como: barreira de proteção (mecânica, física e química) contra os agentes causadores de doenças ( vírus , fungos e bactérias) , regula a temperatura corporal através da produção de suor e atividade dos vasos sanguíneos e produz vitamina D ao ser exposta a radiação solar (UVB) – substância essa capaz de regular o sistema imunológico do corpo humano .

As doenças de pele mais comuns nos brasileiros com 65 anos ou mais são : tumores cutâneos (benignos , pré-malignos e malignos) , micoses superficiais , ressecamento/espessamento da pele , manchas , alergias e psoríase . Vale ressaltar , que a mesma radiação (UVB) necessária para a síntese de vitamina D na pele é a principal responsável pelo surgimento de tumores malignos cutâneos.

Visto essas peculiaridades do envelhecimento da pele, a SBD divulgou uma cartilha com 20 páginas de leitura dinâmica que contém orientações de como melhorar a qualidade de vida dos idosos a partir dos cuidados básicos com a pele .

Clique aqui para acessar a cartilha.

 

Responda

Your email address will not be published.