Análise do sangue pode indicar quem terá sintomas de covid-19

Aproximando-se os dois anos do início da pandemia, pesquisadores permanecem perplexos quanto ao motivo pelo qual alguns pacientes infectados pelo Sars-CoV-2 permanecem assintomáticos enquanto outros desenvolvem sintomas graves da covid-19. Em um novo estudo retrospectivo, pesquisadores da Universidade Médica da Carolina do Sul (Musc), nos EUA, descobriram um biomarcador específico e sensível em amostras de sangue que prevê quais pessoas serão sintomáticas.

O resultado, publicado na revista Scientific Reports, mostra que níveis reduzidos de um lipídio específico, a esfingosina, estão significativamente associados ao desenvolvimento de sintomas de covid-19. Por outro lado, taxas elevadas da substância, bem como de uma proteína envolvida em sua produção, a ceramidase ácida (AC), estão associadas a infecções assintomáticas.

Besim Ogretmen, pesquisador da instituição e um dos autores do estudo, lembra que a mortalidade por covid-19, provavelmente, resulta de uma resposta imune hiperativa ao vírus nos pulmões de pacientes infectados, o que causa dificuldade respiratória grave. No entanto, os sintomas variam amplamente, e os cientistas e médicos não entendem por que algumas pessoas desenvolvem sintomas graves e outras permanecem assintomáticas.

Sabe-se que os esfingolipídios, classe de moléculas importantes para a integridade da membrana celular e a comunicação entre as células, podem regular a inflamação e o sistema imunológico em resposta a várias infecções. O laboratório Ogretmen tem décadas de experiência na análise da produção e do processamento de diferentes lipídios, incluindo esfingolipídios, por meio de um método de medição global chamado lipidômica.

Comments are closed.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy