Saiba o que fazer se você testar positivo para a Covid-19

Com a chegada das festas de fim de ano, a procura por testes de diagnóstico contra a Covid-19 aumenta. A realização dos exames é entendida como uma maneira segura para a realização de confraternizações em família.

Saiba quais são as principais recomendações para quem recebeu um teste positivo para a infecção causada pelo novo coronavírus.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos Estados Unidos, recomendam que qualquer pessoa que tenha testado positivo para a Covid-19, independente do status de vacinação, deve se isolar do contato com outras pessoas por dez dias, até o término do período de transmissão.

Segundo o CDC, o isolamento deve começar no primeiro dia da identificação dos sintomas. Dessa forma, é considerado o primeiro dia do isolamento, o prazo de 24 horas contado após os primeiros sinais da doença.

Para as pessoas que testaram para Covid-19 e não apresentaram sintomas, o dia 1 do isolamento é definido como o primeiro dia completo após o diagnóstico positivo.

De acordo com o CDC, caso haja o aparecimento tardio de sintomas após o diagnóstico, a contagem dos dez dias de isolamento devem recomeçar, considerando a partir do primeiro dia após o desenvolvimento dos sintomas.

Além das recomendações de isolamento, o CDC orienta que as pessoas que testarem positivo para a Covid-19 devem:

  • Notificar qualquer pessoa com as quais você teve contato, para que eles saibam que possam ter sido expostos
  • Monitorar os sintomas
  • Manter distância de outras pessoas em casa e também de animais de estimação
  • Não compartilhar itens pessoais, como toalhas, talheres e copos
  • Usar máscara quando estiver próximo de outras pessoas

O Ministério da Saúde recomenda que diante de sintomas compatíveis com a Covid-19, como febre, tosse, dor de garganta ou coriza, com ou sem falta de ar, as pessoas devem buscar atendimento médico.

Os diferentes métodos de diagnóstico

O diagnóstico laboratorial da Covid-19 pode ser realizado por três metodologias diferentes, incluindo testes de biologia molecular (RT-PCR), sorologia ou testes rápidos.

Os testes de biologia molecular são considerados os mais precisos para verificar a infecção pelo novo coronavírus. A técnica permite identificar a presença do material genético do SARS-CoV-2 nas amostras de secreção respiratória. Para isso, são utilizadas duas metodologias chamadas RT-PCR em tempo real (RT-qPCR) e amplificação isotérmica mediada por loop com transcriptase reversa.

Por meio dos testes de sorologia, realizados a partir de amostras de sangue, soro ou plasma, é possível detectar a presença de diferentes tipos de anticorpos produzidos pelo organismo em resposta à infecção pelo novo coronavírus.

Os testes mais comuns são os exames sorológicos para IgM e IgG. O IgM positivo indica que a pessoa possui anticorpos do tipo imunoglobulina M, o que significa que ela já foi exposta ao vírus e está na fase ativa da doença. O resultado positivo para IgG pode indicar que o indivíduo está na fase crônica ou convalescente ou que já teve contato com a doença em algum momento.

Os testes rápidos, de antígeno e de anticorpo, são feitos por meio de uma metodologia chamada imunocromatografia. O teste rápido de antígeno, que detecta a proteína do vírus em amostras coletadas de nasofaringe, deve ser realizado na fase ativa da infecção. Já o teste rápido de anticorpos detecta IgM e IgG em amostras de sangue, soro ou plasma.

(Com informações da CNN internacional)

Comments are closed.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy