Mudança no humor? Os 5 sinais menos conhecidos que podem indicar o início de demência – e não do envelhecimento normal

Com a idade, chegam as breves perdas de memória, confusão com as palavras, problemas de visão e dificuldade de concentração. Essas características são parte normal do envelhecimento, mas dependendo da frequência e gravidade com que acontecem, também podem ser um sinal de demência, condição que afeta quase 2 milhões de brasileiros atualmente – e esse número deve triplicar até 2050. Veja a seguir sinais pouco conhecidos que podem indicar o início da demência.

Sinais da demência

 

  • Não conseguir aprender coisas novas;
  • Ter dificuldade em se concentrar em uma única tarefa;
  • Confundir reflexos ou estampas com objetos;
  • Ter dificuldade em participar de conversas;
  • Se sentir ansioso, triste ou assustado constantemente.

 

Esquecer rapidamente como dizer algo ou onde deixou um objeto, “dar um branco”, como diz a expressão popular, afeta todos independente da idade, porém, em pessoas mais velhas, é preciso se atentar à gravidade e frequência desses episódios; dos mais comuns, como confusão de palavras ou esquecer o local em que guardou um objeto, aos mais graves, como sair de casa e ter dificuldade em achar o caminho de volta.

“Possíveis sinais de demência incluem se perder em sua própria casa ou sair em lugares muito familiares e se perder novamente” disse Paul Edwards, diretor de serviços clínicos da Dementia UK, em entrevista ao jornal britânico Daily Mail.

De acordo com Jana Engineer, gerente de serviços de conhecimento da Alzheimer’s Society, em entrevista ao Daily Mail, episódios que ligam o alerta para a demência incluem ainda a dificuldade em realizar tarefas cotidianas, como cozinhar e trocar de roupa.

Dificuldade na fala e mudanças significativas na personalidade também devem deixar uma pulga atrás da orelha de quem convive com pessoas que mostram algum comportamento suspeito que possa indicar demência. É importante para os familiares observarem se a dificuldade na fala, por exemplo, se resume à esquecer uma palavra ou expressão pontualmente, ou se existe uma dificuldade constante de engajar em uma conversa – que é um indicativo da doença.

Alterações na visão também são um sintoma para se atentar, isso porque, além de pacientes com problemas de vista estarem mais propensos à desenvolver demência, a doença ainda faz com que objetos, imagens e estampas, por exemplo, sejam confundidas com outras coisas. Em entrevista ao Daily Mail, Paul Edwards explicou ainda que, para esses pacientes, até mesmo andar em um chão muito refletivo e brilhante pode ser difícil, pois ele pode ser percebido por pessoas com demência como água.

Mudanças drásticas de humor e personalidade, como uma pessoa antes tímida que de repente não parece mais sentir timidez, ou episódios súbitos de irritação, medo e raiva também são um alerta para condição a depender da gravidade. A capacidade de tomar decisões também é prejudicada em quadros ligados à demência, o que requer atenção redobrada de familiares para que a pessoa que sofre com a doença não coloque a si ou os outros em risco.

“A diminuição da capacidade de tomar decisões delicadas pode ter consequências sérias para a pessoa e aqueles ao seu redor, especialmente quando se trata de dinheiro ou segurança pessoal”, completou Jana Engineer ao jornal britânico.

Fonte: O Globo

Comments are closed.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy